Ambos!

Ambos!

quinta-feira, dezembro 31, 2009

Final de ano...


sem tempo para respirar, ou postar...muito trabalho...
Agora sim...depois do esforço habitual de final de ano...o merecido descanso até domingo!
A passagem é aqui em casa...só nós os três...
Com direito a sofá...brincadeiras com a pançudita...provavelmente com os ídolos a cantar como pano de fundo...e quando derem as 12 badaladas...levantar do sofá...festejar....e voltar ao sofá...e depois cama...
FELIZ ANO NOVO PARA TODOS...!
Que o ano de 2010 seja melhor, ou pelo menos tão bom como este que agora finda...e que seja repleto de sucessos pessoais e profissionais... !

quinta-feira, dezembro 24, 2009

Ainda me vou arrepender...


de lhe oferecer tantas coisas da Kitty...mas não resisto...
Agora sou eu que lhe quero oferecer...qualquer dia é ela que implora por brinquedos da Kitty...
Pois neste Natal, das prendas que temos para lhe oferecer, 4 são da Kitty...e uma delas é grande e cor-de-rosa e devem tê-la visto junto à árvore de Natal, no post anterior.
Pois....um escorrega da Kitty...que por acaso até foi ela que escolheu.
E cá está mais um emplastro na minha sala!
E porquê um escorrega? Porque ela é doida por escorregas....
Acabei por não embrulhá-lo...vai ficar assim à espera dela...
Hoje passamos em casa dos avós paternos, vamos dormir a casa dos avós maternos, e amanhã vamos ter com a restante família do meu lado...
Significa que só no domingo é que ela vai ver o escrrega....Sshhhhhhhhhh...............não lhe digam nada!
Não é que ela já não saiba...
Há pouco, no carro, perguntei-lhe: "O que é que a Bia pediu ao Pai Natal?"
E ela respondeu: "Escorrega...a Bia pediu..."
Antes disso tinha dito "Pa casa não, pa casa da vovó Du!"
Mas depois de falar no escorrega disse logo que queria ir para casa.
Depois expliquei-lhe que o Pai Natal só ia deixar o escorrega lá em casa no domingo.

Do Natal...


já estamos em contagem decrescente...
E este ano, ao contrário do que tinha previsto, fugi mesmo à tradição...
Que é como quem diz...não fiz compras no último dia...!
Ah, pois foi...
Ontem cheguei a casa às 00h30, depois de andar nas compras desde as 19h...mas ficou tudo comprado!
Minhas ricas costas...foi mesmo até à última...
Só comprei prendas que penso serem úteis e que acho que as pessoas vão gostar.
E agora estou curiosa e expectante para ver a reacção delas quando as abrirem!
E cá está a nossa árvore...Liiiiiiiiiiiiiiiiiiinda e cheia de prendinhas...!
Feliz Natal para todos!

terça-feira, dezembro 22, 2009

Ela apanha tudo...

No outro dia durante o jantar no restaurante, pega no copo da água, leva à boca e diz:
"Bia bebe água para tirar o goto..."
No final do jantar, perguntei ao A. se queria café, ele disse que não, e como sev tratava de um buffet, levantei-me para ir buscar um para mim.
Como a pançudita não se estava a portar muito bem, o A. vira-se e diz:"Como a Bia se está a porrtar mal, a mamã já se foi embora...!"
E ela responde:
"Não, não a mamã foi comer café!"
Ora aí está...não nos podemos esquecer que ela já compreende, e ouve tudo!

Mais uma vez...

chego às vesperas de Natal com grande parte das prendas por comprar...
Sempre foi assim e sempre será...é o que se chama, cumprir a tradição!
E que bom que é andar pelos centros comerciais a abarrotar de gente...
Tirando a parte do ter de gastar dinheiro, é tão bom comprar prendas que nós achamos que os outros vão gostar....
Tal como é bom imaginar o que é que nos vão oferecer...
Por falar nisso, o que é que o A. me irá comprar??

sexta-feira, dezembro 18, 2009

Da festinha de Natal da escola...

Correu muito bem e foi muito gira!
Quando as crianças da sala dela entraram na sala, os pais já lá estavam.
A pancudita trazia um par de hastes de rena na cabeça...e estava um pouco ensonada e tristonha...
Subiram para o palanque e começaram a cantar...ou melhor, a educardora e auxiliares começaram a cantar...
E eles...uns tentavam cantarolar qualquer coisa, mas pouco, outros tentavam seguir alguma da coreografia preparada, mas pouco...outros limitavam-se a estar sentados com a chucha na boca...e a Bia...bem, a Bia olhava para a plateia da sala, com ar tristonho e ensonado, como quem procurava por uma cara conhecida mas não a via...(ah, e ao lado do João B....)
Até que se fez luz...e ela viu-nos!
Com um ar perfeitamente surpreso e feliz levou as mãos à boca e começou a acenar, em resposta aos nossos acenos...
Linnnnndo de ver...e de rever, já que ficou tudo filmado!
A partir daí a disposição dela mudou completamente....passou a bater palmas acompanhando as duas músicas que foram cantadas, e sempre com um ar alegre...
Não cantou...apesar de em casa e na sala estar sempre a cantarolar...mas perante uma plateia de convidados, é claro que até os profissionais se enervam...
No final, veio oferecer uma árvore de Natal feita por ela, e segui-se o lanche!

Sem tempo...

mas com tanta coisa para contar...
Esta altura do ano é sempre assim...com a agravante dos últimos acontecimentos...

quinta-feira, dezembro 17, 2009

Depois de a pedido dela lhe dar pinhões...

o pai pergunta: "o que é que se diz?"
E ela responde: "Quer mais!"
Mas a resposta nem sempre é esta...
Algumas vezes ela própria diz obrigada sem ser preciso lembrar...
Outras vezes responde "fa favor e obigada, não cuta nada!"...tal como diz a história da Leonor...

quarta-feira, dezembro 09, 2009

Do profissional...

DETESTO...DETESTO, DETESTO, detesto, simplesmente detesto ser "patroa"...!
Esta noite mal dormi, estou nervosa como nunca estive em toda a minha vida, e só me apetece chorar...
Estou prestes a tomar a atitude mais difícil, apesar de justa, que um patrão pode tomar, principalmente tão perto do Natal...

quarta-feira, dezembro 02, 2009

A barriga da mamã...

era o último sítio onde poderia estar escondida...
Ainda na senda das fotos, ao mostrar à Bia esta foto, perguntei-lhe:
"Onde é que a Bia está escondida?"
E ela responde prontamente:
"tá condida no mar..."
Fartei-me de rir!
Pois claro Shô Dona Beatriz, a barriga da mamã estava grandota, a mamã comia muito naquela altura, mas era o último sítio onde a Bia poderia estar escondida...

Ela e as fotos...

Ela anda numa fase em que gosta de ver fotografias, principalmente dela própria!
No outro dia, ao colo do A., enquanto reviam fotografias da Bia "mais" bebé, ela pedia para ver as fotos em que chorava no banho enquanto lavava a cabeça.
Há uma, em que ela está com a boca toda aberta...na seguinte já está mais consolada, e na seguinte já está toda contente na banheirinha.
O A., a bricar dizia: "Faz uma festinha na Bia que está a chorar"
E ela dizia: "ponto bebé, não tora...", enquanto passava, ao de leve, com a mão pelo ecrã...
E depois, como por magia, na foto seguinte a Bia já não chorava..."ena, o miminho surtiu efeito", dizia o papá...

segunda-feira, novembro 30, 2009

Pega no telefone...

leva à orelha e diz:
"Toi...?"

Pançudita, quem faz anos na 3ª feira...?

"A mamã...!"
Boa...
E o que é que vais oferecer à mamã?
"Uma penda! Um bolo!"
Ena, e que prenda é que vais oferecer?
Uma bebé!
Ai que bom, para a Bia depois brincar, não é?
"É...!"

quarta-feira, novembro 25, 2009

Da barrinha lá de cima...

está com uma contagem engraçada:
2 anos, 2 meses, 3 semanas e 3 dias de Bia!

Das prioridades dela...

Ontem, a caminho da piscina:
Pergunto eu: "Onde vamos agora?"
Responde ela:"À patina!"
E depois diz ela com o dedo em riste como se estivesse a ralhar: "Pa casa não!"
E continua: "ai, ai, ai, ai,ai...!"
Depois pergunto: "Queres pizza para o jantar?"
E ela responde: "É!"
E acrescenta: "pimeiro patina!"
Claro que sim, minha senhora!

Declaração via blog...

25 de Novembro...
Parabéns a nós...
Já lá vão quantos meses, semanas, dias, minutos...de rabujice tua?
Bem, e também de muito Amor, Apoio, Amizade, compreenção...
Eu cá já perdi a conta...
O que conta é que foi num dia 25 que começámos a namorar, e casámos, e só ainda não tivemos um filho, porque a Bia não quis...quem sabe o próximo....
AMO-TE!

terça-feira, novembro 24, 2009

É melhor não esmiuçar mais...

"Beatriz, com quem é que brincaste hoje na escolinha?", pergunta o A.
"Com o João B.!", responde ela...
"O João e o teu namorado?", pergunta o A.
e ela ri-se com ar malandro, como se estivesse a perceber a pergunta...se calhar até estava...
"O que é que o João faz que o papá também faz?", pergunta o A.
"Puns...!", responde ela...

segunda-feira, novembro 23, 2009

Do nome dela...

a Pançudita já sabe, e repete várias vezes o seu apelido!
É engraçado porque fala de si na 3ª pessoa...por ex.: "é da Beatriz ......"
No Colégio têm uma rotina engraçada em que colam "as presenças" num placard, e que consiste no seguinte:
À medida que a educadora vai chamando cada criança (pelo nome e apelido), essa mesma criança, pega num recorte de cartolina (este ano em forma de nuvem) onde está colada a sua fotografia, e cola-a num placard na parede.
Foi desta forma que eles se foram conhecendo uns aos outros, e conhecendo os seus próprios nomes...
A "presença" do ano passado colei-a na cama dela, e assim, todas as noites a pançudita descola-a e volta a colar, como quem diz: "estou aqui!"

sexta-feira, novembro 20, 2009

Da história do "Mau"...

contada aos mais pequeninos...
Correu muito bem, e fomos muito elogiados pela educadora!
Para nos guiarmos acabámos por escolher um livro do A. que já tem cerca de 30 anos e que conta lindamente a história do Lobo Mau e dos 3 porquinhos.
Como sempre, deixámos tudo para a última e só tivemos oportunidade de ensaiar a história, contada a duas vozes, ontem à noite.
E hoje, lá nos sentámos nas cadeirinhas de criança, com a pançudita no meio de nós, a contar a história para uma plateia muito atenta de crianças sentadinhas no chão.
Muito atentas, mas com as normais desatenções pelo meio...
Eu fiz a voz dos porquinhos e dos restantes animais da floresta com quem eles se foram cruzando, e o A. fez de Lobo Mau.
Pelo meio fomos cantando: "Quem tem medo do lobo mau, lobo mau, lobo mau...!, e eles iam acompanhando alegremente...
A Bia lá ia interrompendo uma vez ou outra, ou porque repetia uma palavra que dizíamos, como por exemplo, quando o lobo mau chamou tolos aos porquinhos, e ela repetiu: "tolos!", ou quando apontava para o livro a perguntar: "o que é ito?".
Resumindo e concluindo, foi muito divertido, eu adorei a experiência, que dorava poder repetir...e acho que a Beatriz também gostou de ter os pais na escola a contar uma história...
Antes de sair ainda acabei com uma Moral da história, que foi:
Não devemos ser preguiçosos naquilo que fazemos, porque a preguiça não compensa.
Os porquinhos que foram preguiçosos e fizeram as suas casinhas de palha e canas, ficaram sem elas, enquanto o porquinho que foi trabalhador e construiu uma casinha de tijolo e cimento, teve a recompensa e não só ficou com a casa intacta, como conseguiu afastar o lobo mau quando ele caiu no caldeirão de água a ferver.

quinta-feira, novembro 19, 2009

E por falar em unhas de gel....


estão tão na moda hoje em dia...
que eu finalmente deixei de resistir à ideia...e também já aderi...
Fiz agora a segunda aplicação, a primeira foi unhas francesas e agora vermelho.
Até quando as vou manter?
Talvez até ver que já estou com as unhas a precisar de descanso...
Mas contra factos não há argumentos:
Que as unhas ficam lindas de morrer, ficam...
Que dá boa imagem para quem tem de trabalhar com o público, dá...
Que as unhas se mantêm durante muito mais tempo, não se partem e não se lascam, sim...
Que quando fiz a segunda aplicação notei as unhas mais fininhas, sim...
Mas que ainda não estavam estragadas, sim...

Em resposta ao post anterior...

diz-me agora o A. que já não tem unhas..!
Sai umas unhas de gel para o pai da pançudita...! eh,eh,eh...

Contagem decrescente...



para as 10hs de amanhã...dia em que fomos "convocados" pela educadora da pançudita para ir à escola contar uma história aos meninos da sala dela.
E na expectativa de ficar diante uma plateia de "crueis" avaliadores do nosso desempenho de contar uma história...o nervoso miudinho já se apoderou de nós!
E que história vamos nós contar, perguntam vocês e já perguntámos nós à pançudita...
A que ela respondeu: "A história do MAU...!", como não poderia deixar de ser...

A propósito de um atelier de dança com balões na sala de aula...


e à pergunta: "Com quem querem dançar?", feita pela educadora...
A pançudita respondeu: "Com o João!"
E o pai comenta: "Ai a minha vida...! começas cedo, começas..."
E ainda comenta: "Ainda por cima é o terrorista da sala...olha que dois...!"
E eu comento, que hoje confirmei quando a fui levar: "Que a minha filha até tem bom gosto...!"

quarta-feira, novembro 18, 2009

Um verdadeiro peixe dentro de água...

é como se sente a pançudita na piscina ...
Como este mês não posso ir com ela à piscina aos sábados, tenho feito o gigantescco esforço de o fazer ao dia de semana pelas 18hs, o que implica sair do trabalho às 16h30 e chegar à escola dela pelas 17hs.
A evolução tem sido fantástica.
Ela já tem pé na parte mais baixa da piscina, e se antigamente não me largava, agora já se aventura e dá uns passinhos sozinha...comigo por perto, é claro!
E também já perdeu o medo de mergulhar.
Adora saltar do parapeito, e já não tem medo que eu a deixe mergulhar na água.
Ontem, sentada num colchão redondo, adorou a brincadeira proposta pela prof., de mergulhar de cabeça. E não queria parar, só dizia: "Mais, qué mais!", e até chegou a mergulhar estando de cócoras no colchão.
Bem, ao todo, estivemos 1 hora dentro de água, e nem o frio, que eu já sentia, mas que ela, pelos vitos não sentia, a demovia de ficar ainda mais tempo...
Ah, e ao contrário do que eu pensava, nem uma hora de ginástica dentro de água a fez cair na cama mais cedo...

Birra por tudo...

e por nada...
Ela agora anda assim...birreeeenta...!
Ontem foi um dia emblemático no que diz respeito às birras.
Começou de manhã, quando acordou, e terminou à noite, quando se deitou...
Se não vejamos: Fez birra porque:
- não queria tirar o pijama;
- não queria vestir o casaco;
- não queria sair da piscina;
- não queria tomar banho;
- queria descer pelas escadas;
- não queria sentar-se na cadeira do carro;
- não queria sentar-se a jantar - queria brincar com os copos de plástrico;
- não queria mudar a fralda;
- não queria ir dormir.
É um facto que a rapariga sempre foi teimosa e sempre fez uma birra ou outra, mas agora está demais...
Tem de ser tudo como ela quer, e se não é esperneia e deita-se no chão.
Confesso que nestas alturas "passo-me"...
E isto faz-me pensar...estará ela a passar pela crise dos 2 anos, ou será que lhe está inato e teremos de combater esta "face oculta"...?
Eu tento contrariar explicando o porquê de não poder ser sempre como ela quer...
Mas a maior parte das vezes não sou bem sucedida.
Parto, depois, para o plano B: A pequena chantagem...
Se fazes isso, depois não vais à piscina (é a chantagem do momento...), é isso que tu queres?
Às vezes responde que sim, mas normalmente acaba por ceder...
Ou então, olha que eu chamo o Dr. (por enquanto ainda funciona, mas não deve durar muito tempo...)
No outro dia dizia-me o A., em tom de desabafo: "Dizem que o 1º filho é o mais calminho..."
E eu respondo: "deixa lá, também dizem que as meninas são piores que os meninos...se vier o Martim estamos safos..."
E agora eu termino:
Se a nossa filha podia ser calminha e sempre obediente?
Podia...mas não era a mesma coisa....

sexta-feira, novembro 13, 2009

Ela adora...

Correr, saltar, pular, e tudo o que implique, no geral, não estar parada um minuto, ou dois...
Ah, e ela adora dar cambalhotas!
Aprendeu nas aulas de ginástica da escola.
Se há uns tempos atrás não conseguia dar sozinha e tinha de ser amparada, agora dá cambalhotas perfeitinhas...
Acho que vai dar uma bela ginasta!
Quem sabe ela siga as pegadas da mãe e frequente aulas de ginástica rítmica no Sporting...(andei lá dos 3 aos 12 anos, e tenho muita pena em ter saído...)
Pelo contrário, e contrariando a tendência actual, ela não liga nenhuma à TV.
Ou seja, não aguenta estar parada muito tempo em frente à TV, por exemplo, a ver desenhos animados.
Mas ainda bem...tem muito tempo para ver TV.

Do curso que estou a tirar aos sábados em Coimbra...

está a ser engraçado relembrar os tempos de faculdade...
Estar a ouvir alguém a falar...
Já que agora é sempre ao contrário...eu a falar e alguém a ouvir...
Rica altura essa em que o tempo dava para tudo...menos para estudar, é claro, que havia sempre coisas mais importantes para fazer...
Ah, e as responsabilidades eram tão poucas...
Bem, mas também é bom ter responsabilidades...
É bom fazermos aquilo que gostamos...
e é bom ganharmos o nosso dinheiro...para poder ter responsabilidades e pagar outras coisas que gostamos...e outras que gostamos menos mas que temos mesmo que pagar...
Confuso? Talvez...
Pensamentos de final de semana...

quinta-feira, novembro 12, 2009

Da barrinha lá se cima...

bem sei que já está na altura de ser mudada...mas já estou tão apegada...
Para mim ela ainda é assim...
Uma bébé, rosadinha, fofinha e redondinha...!
É, e sei que sempre será!
Ok...estou a ganhar coragem...

E agora a Rosa....


que é um pouco mentirosa...
Mas também aprende, com as circunstâncias, que não o deve ser...
E assim, temos livro candidato a destronar a Leonor...
A pançudita não passa um dia sem pedir a Rosa.
Obrigada prima A., pela oferta...
Da próxima vez que estivermos juntas já tens leitura prometida.....
E ficamos a aguardar o 3º livro da colecção...quem sabe lá para o Natal...do João, que é um pouco Rufião...

Cá está...



O livro da Shô Dona Leonor...

domingo, novembro 08, 2009

Micky...

chama ela à Minnie...
É uma mistura de Minnie com Kitty...

Jogar às escondidas...

não é bem com ela...
Depois do jantar, pai e filha sentados no tapete da sala.
Bia esticada ao colo do papá, escondida por baixo de uma fralda de pano.
Papá diz à mamã para procurar a Bia...
Mamã entra no jogo e começa à procura da dela...e pergunta:
"Onde estará a Bia...? Será que está na casinha...?"
E em resposta, ouve-se a vozinha da Bia:
"Não!"

De parabéns...


é como está este nosso cantinho que hoje completa 3 anos!
3 anos que começaram com o partilhar do nosso segredo...em busca da Bia ou do Martim...
E que tem vindo a ser feito de partilha dos momentos bons que vivemos...e também dos menos bons...e de gargalhadas, de sorrisos e de desabafos...
Nem sempre há tempo para escrever tudo o que queria...
Mas vou escrevendo...e partilhando...e por vezes relembrando...
E que venham mais 3...!

sexta-feira, novembro 06, 2009

Da depilação a laser...

Pois parece que a dor que eu senti nas virilhas não é muito normal acontecer...
Hoje liga-me uma amiga que também foi fazer a dizer que:
"afinal não foi como tu disseste...não doeu tanto assim...eu já ia preparada para pior e afinal..."
Bem, e o que é certo é que: ou eu sou muito sensível nas virilhas ou então o lazer foi muito forte, já que acabei por ficar nesta zona com umas marquinhas avermelhadas e mais pigmentadas do laser.
Mas parece que aplicando o gel de aloé e o creme Biafine durante uns dias a pele acaba por ficar como nova...
No entanto, na segunda-feira vou à clínica para ser vista pela médica.

Ainda da pequena Leonor...

ontem, no carro, livrei-me de lhe contar a história...
Vou muito bem a conduzir quando a oiço dizer:
"Conta a tória da pequena...a pequena...pequena
E eu a torçer para ela não se lembrar do nome fatídico...
e ela continua..."pequena...."
e depois calou-se...
E eu suspirei de alívio...e não a relembrei do nome...
Em casa aconteceu o mesmo...não se lembrava do nome e então dizia:
"A pequena.....a pequena....bibo (livro)".
Bem, no fim da noite, ou o papá teve pena dela e deu-lhe o livro, ou foi ela que o encontrou sozinha, porque quando cheguei ao quarto, lá estava o A. com o livro ao colo a preparar-se para o ler...

quinta-feira, novembro 05, 2009

E a obcessão continua...

que é como quem diz...socorro, a miúda não larga o livro da Leonor...
E este está prestes, prestes a desaparecer sem deixar rasto...!
Ah, mas antes disso vamos levar o livro de fim-de-semana e obrigar a prima A. a le-lo vezes sem conta à nossa prinecezinha...eh,eh,eh,...
Ah pois é...castigo...porque se bem me lembro foi a prima A. a oferece-lo.
E o pai continua a sofrer...
Ontem foi a viagem toda de casa até à escola a contar a história da Leonor...
Com duas agravantes: A viagem durou cerca de uma hora e a história da Leonor conta-se em 5 minutos...
Depois à noite, como ela estava a pedir pinhão insistentemente e sem grandes maneiras, saiu-me um: "Beatriz, estás a ser como a Leonor"...
Do que é que eu me fui lembrar...foi logo buscar o livro da Leonor e interrompeu o A. a meio do jantar para, novemente, ler o livro da Leonor...e coitado...ele acabou por comer só a sopa...
Hoje de manhã, eu é que a fui levar à escola, por isso, pôde dormir mais um bocadinho e quando acordou já o A. tinha saído.
Depois de ter feito birra porque não queria tirar as calças do pijama...fui-lhe aquecer leite...o 2º biberão, porque já tinha bebido um pelas 6h30...
Estou de costas e ouço-a perguntar: "O papá?"
E eu respondo que: "O papá já foi trabalhar."
Quando olho para trás...pânico... lá estava ela com o livro da Leonor na mão!
Preparava-se para torturar o pai mais um bocadinho!
Desmanchei-me a rir e disse,:"Coitado do papá...não tens pena nenhuma dele pois não?"
E ela responde: "Não!

quarta-feira, novembro 04, 2009

Depilação a laser...


só não digo nunca mais porque até tenho algum espítito de sacrifício e aguento, com alguma calma, a dor...até certo ponto...
Pois ontem decidi-me e lá fui a uma consulta da especialidade na Clínica do pêlo.
Já tinha ido a uma consulta com uma médica especialista da CUF, pensando que era mais seguro, mas depois de ela me dizer que fazer lá ou nessas clínicas era igual, já que queimaduras até ela as provocou...e mal soube os preços, desisti...
Confrontada com os preços desta clínica, e perante a expectativa de eliminar de vez, ou quase de vez, todos os pelinhos, ou quase todos...decidi fazer tudo...ou melhor, quase tudo...
Em 1º lugar, buço...alguma dor...
Em 2º lugar, axilas...++ dor...
Em 3º lugar, virilhas...muita, mas muita dor...quase insuportável!
Em 4º lugar, pernas...e muito menos dor...
Agora só volto lá em Dezembro...e até lá...vou pondo gel de aloé para acalmar a pele e vou-me mentalizando...

Na cadeira do carro...


normalmente não se contenta em levar apenas uma coisa...quer levar tudo!
Ele é bebé, a malinha, o livrinho, as chuchas...e ao início, até o carrinho da bebé queria levar ao colo.
Ah, mas chegou a levar a espreguiçadeira da bebé ao colo!
Neste dia levava o livro da Leonor.
O livro tem o título: "Leonor pede por favor"
Não há dúvida que o livro é muito educativo e as ilustrações são apelativas...
A moral da história é que a Leonor nunca pedia por favor e nunca dizia obrigada, até que um dia aprendeu, por via das circunstâncias a faze-lo.
Era muito engraçado se fosse lido uma vez por outra, agora, todos os dias, vezes seguidas e sem conta....já enjoa...
O pai que o diga, já que ela até no carro, no meio do trânsito lhe pede para contar a história...e ainda enquanto come, em casa e no restaurante, e é claro, para dormir...
Socorro...a miúda anda obcecada com este livro....!
E até já sabe o texto de cor...
Por ex:
Nós lemos: "Pedir por favor e obrigada, não custa..." e ela completa: "nada..."
E depois perguntamos: "Bia, o que é que a Leonor nunca pede?
E ela responde: "Po favô e obigada!"
No entanto, apesar de lido tantas vezes, ela ainda não aprendeu a moral da história, já que acaba por actuar como a Leonor e não pede por favor...
E lá perguntamos nós quando ela, por ex., pede a gritar que lhe dêm pinhão: "Bia, o que é que se diz?"
E ela responde: "po favô!".
E por vezes já se lembra de dizer "bigada".

segunda-feira, novembro 02, 2009

O adormecer tem corrido bem por estes lados...

que é como quem diz que ela tem adormecido várias vezes na caminha dela, sem a mamã ao lado dela, mas sentadinha ao lado da cama dela, no banquinho do IKEA...
É claro que nem sempre corre bem, senão vejamos:
Ontem já estava na cama dela, quando de repente meteu na cabeça que afinal queria ir para a cama dos papás...e eu é claro que cedi, porque não? para quê contrariar e fomentar uma birra, já que depois de ela adormecer a passaria para a cama dela?
Adormeceu, mas quando o A. a foi passar para a cama dela, acordou e fez tudo para regressar à "base"...e lá regressou...e ficou...
Ficou porque quando o A. a ia passar novamente, ela ainda estava "instável", como ele diz..coitadinha, hoje está a precisar de dormir com os papás...e lá dormiu...
Enfim, também não acontece por sistema, e se não os mimamos agora, quando o faremos?Coração de pais...
Também aconteceu um dia ela não adormecer nem por nada...
Eu já lá estava há uma hora, ou mais, e não havia meio dela adormecer. O A. acabou por adormece-la no carrinho...também há dias assim...
Nos outros dias, adormece na caminha dela, depois de lidas e contadas as histórias.
Comum a quase todos os dias é o facto de acordar a meio da noite ou início da manhã (entre as 4h e as 7hs) ou a pedir a chucha porque não a encontra ou a chamar pela mamã, e depois a pedir "dati", a bebe-lo na nossa cama e a dormir lá mais um bocadinho até à hora de acordar.
Hoje, por acaso, só acordou a pedir a chucha e depois voltou a adormecer.

quarta-feira, outubro 28, 2009

Repensando a amizade...

Não é muito normal que um casal que considerávamos AMIGOS nos dê a notícia de que estão à espera do segundo filho, via telefone, por ocasião do aniversário do A., e já aos 5 meses de gravidez...
Sobretudo porque a notícia do primeiro foi dada a caminho dos 3 meses (por precaução, o que compreendo) e pessoalmente, numa visita a nossa casa de propósito para o efeito...

É claro que ficamos contentes por eles...ter um filho é algo maravilhoso...é uma alegria inexplicável...que se partilha com a família e amigos...

Do aniversário do papá...

Uma semana antes começámos a dizer-lhe que o papá fazia anos no sábado...
Depois perguntávamos-lhe quem fazia anos no sábado e ela respondia: "O papá!"
De seguida o A. perguntou-lhe o que é que ela ia oferecer ao papá. Resposta: "Zapaaaaatos!"
Noutros dias voltámos às mesmas perguntas...sobre o que oferecia ao papá, passou a responder que oferecia "cane", e sobre quem fazia anos nunca mais voltou a responder que era o papá.
Ou era o Miguel, ou era a mamã, ou era a vovó Tina...
Teimosa e do contra!
Ontem disse-lhe que o avô C. fazia anos no sábado.
Depois perguntei-lhe quem fazia anos no sábado e ela respondeu: "O vovô Calos!", e à pergunta do que ela ia oferecer ao avô, respondeu: "batata mile (batata smyle) e cane!".
Está com medo que o avô passe fome, ou melhor, ela quer é depois comer a batata que vai oferecer ao avô, tal como faz quando vamos ao restaurante e lhe rouba as batatas fritas...esperta!

33 anos...


completou o papá no passado dia 25...
E eis o bolo surpresa que encomendámos...
O tema...só podia ser GOLF...e ele adorou...

quinta-feira, outubro 22, 2009

Coisas que ela adora...

Cantar, em especial a música dos parabéns e a do atira o pau ao gato;
O parque, e em especial o escorrega;
Brincar com as bebés - Ela imita-nos em tudo. Muda a fralda, põe o creme, dá banho, faz a comida, põe o babete e dá a comida, dá o biberão, dá-lhes beijinhos e miminhos, deita-as na cama, passei-as no carrinho, ralha com elas, dizendo: "Mau maía, ai, ai, ai,ai ,ai..." etc, etc, etc.
É incrível como eles assimilam tudo e tentam fazer igual...
Brincar com os avós...as avós em especial...e com os pais...
Ver livros
Ouvir histórias, e em especial a história do "Mau". A história do mau serve para adormecer, para viajar de carro, para almoçar ou jantar...enfim, a qualquer hora sabe bem ouvir a história do "Mau", que já vai tendo algumas variantes além da dos 3 porquinhos e do capuchinho vermelho...

Da linguagem dela...

Bem, já não há dúvida que ela entende tudinho o que lhe é dito...
E se parece que não entende é porque ela quer dar a entender que não entende...porque não lhe interessa entender....e assim leva a água ao moínho dela...
Também não há dúvida que ela é teimosa que nem um....que nem o pai dela...eh,eh,eh...
Quando a contrariamos chora, deita-se no chão, pontapeia...
E nós ralhamos, tentamos explicar o porquê de ser como nós queremos...
Umas vezes confesso que cedemos...ou não fossemos pais...qualquer pai cede aqui e ali...outras vezes não cedemos e acontece como no outro dia que num instante estava a chorar baba e ranho e no instante seguinte estava a rir e a brincar...
Não há dúvidas que educar é difícil...!
Voltando à linguagem, ela já diz muita coisa, compõe algumas frases e tenta repetir tudo o que nos ouve dizer...
é muito curiosa e está sempre a perguntar: "É ito?" (O que é isto?)
Mas ainda diz muita coisa mal...e é tão giro ouvi-la...
Ainda não diz a palavra sim. Se lhe perguntamos algo, ela responde: "é!", mas se nós lhe pedirmos para dizer sim, já tenta repetir...
A chucha ainda é "tuta", mas por vezes já a ouvi chamar de "tucha"....está quase lá...
Ajuda ainda é "tuia"...por ex.: "a mamã tuia";
A vovó Cinda ainda é: "a vovó Tina";
Mosca é "moca";
Carro é "cato"
Leite é "dati";

Nota mental 1...

Tenho de arranjar tempo para organizar as fotos que vou tirando dela...e as nossas, é claro...
Tenho saudades do tempo em que tinha "tempo" para organizar as fotos dela por meses...1º, 2º, 3º, etc...
Já ando há séculos para fazer um album digital com as fotos dela, tal como fiz para oferecer aos avós no 1º Natal dela...
Enfim, tempo, é o que me falta...
E também alguma paciência, confesso...porque depois de passar o dia todo agarrada ao computador, chego a casa e o que menos me apetece é ligá-lo outra vez...

Pssssssssssssssssssttt...............

ontem consegui não adormecer na cama dela........
Aliás, consegui que, depois dos 2 livros que lhe li, estando ela tão excitada que até pulava e saltava na cama...ela adormecesse enquanto lhe contava a história do "mau", sentadinha no banquinho ao lado na cama...
Acordou às 5hs a chamar pela mamã.
Já na nossa cama, dei-lhe leite e continuou a dormir até às 8hs...na nossa cama, é claro, porque depois já não quer voltar para a dela...

terça-feira, outubro 20, 2009

Nota mental...

O A. faz anos daqui a 5 dias e ainda não comprei, nem tenho a mínima ideia do que é que vou comprar para lhe oferecer...

Desabafo de mulher...

que também é mãe e trabalhadora...
É tão bom chegar a casa (tal como os homens) e ter tudo limpinho e arrumadinho...
É tão bom poder ir brincar com a minha filha e depois adormece-la, e adormecer... sem ter de me preocupar com a loiça e a roupa por lavar...
É bom...não tanto por mim, pelo cansaço que sentia à noite pelo facto de depois de um longo dia de trabalho, ainda ter de fazer jantar, arrumar e limpar, mas mais pelo tempo que agora posso usufruir com ela...todas as noites...e também ao fim-de-semana.

Esta noite se não fosse o A. a acordar-me...

tinha dormido com a minha princesa na caminha de grades.
Que é o mesmo que dizer, tinha acordado toda torta esta manhã...
Ontem voltou-se a repetir a rotina de ir para a cama dela...e correu muito bem...
3 histórias lidas pela mamã, e depois:
Bia e mamã enroscadinhas na cama de grades....
Bia e mamã a dormir na cama de grades...
Mamã a dormir na cama de grades, acordada pelo papá quase à meia noite...
Se isto continua assim, e apesar de termos comprado uma cama de grades que dá até aos 4 anos, temos de começar a pensar em mudá-la para uma cama maior...

segunda-feira, outubro 19, 2009

Cá está a prole dela...

Quase que enche o sofá de uma ponta à outra...
E o sofá é grande...

É oficial...

já recebi...sem ser de braços abertos...a 1ª constipação da época...
E não, não é gripe, nem sequer gripe A!
É o que dá esta mistura de Verão e Outono com calor e frio e ar condicionado...e marido constipado...
Ele esteve durante a semana, e só ontem melhorou...e eu comecei no fim-de-semana, que foi de molho em casa para os três...
Salvou-se ela que só teve alguma tosse.
Eu gosto muito de verão, mas na época dele...nesta altura ficamos todos baralhados sem saber o que vestir...de manhã está frio, à tarde está calor, mas depois ao final do dia já está, de novo, frio...
Foi o que sucedeu ontem, quando pelas 17hs fomos ao parque lá ao pé de casa...
Estava sol, mas já estava bastante frio...o que vale é que tinha levado os casacos.

Ontem, pela 1ª vez...

desde há muito, muito tempo, a pançudita adormeceu na caminha dela!
Já há muito que ela adormecia e só depois é que a passávamos para a cama dela.
Detestava ir para a cama dela...
Ontem, depois do jantar fomos para o quarto dela.
Lembrei-me, então, de baixar a grade da cama e falar-lhe do quão quentinha a cama devia estar com o saco cama e o edredon (já começámos a usar o edredon porque ela acorda sempre destapada...)...
Para surpresa minha, pediu logo para ir para a cama, e deitou-se de barriga para baixo toda satisfeita!
Seguiu-se a muda da roupa e da fralda, o beber do leitinho e a lavagem dos dentes...tudo sem sair da cama dela...(inédito...!)
E depois, sentada no banquinho ao lado da cama...com a grade para baixo...li-lhe três livros de histórias...
Por ela, ainda agora estava a ler...pois no final ainda queria ir buscar mais livros...
Depois...depois ela queria companhia, pois claro, tal como costumamos fazer na nossa cama...
"Mamã aqui!" dizia ela...
E eu...lá fui...apesar da cama ser pequena lá me deitei ao lado dela...na cama de graaaades, toda torta com as pernas dobradas...Ah pois foi...
Quando o A. entrou no quarto e não me viu, perguntou: "Onde é que estás?"
Com surpresa lá me viu enroscada na cama dela e soltou um: "Vê lá, olha que a cama ainda cai com o teu peso, só deve está preparada para 15 kgs..."
Mas não, não caiu...a construção é boa e eu sou um peso pluma...
Vamos ver se a partir de agora começa a adormecer na cama dela...
Já me estou a preparar para ouvir um: "Mamã aqui!"

terça-feira, outubro 13, 2009

As coisas que eles aprendem...

No outro dia estava a tentar limpar o nariz da Beatriz com um lencinho...
Ela vira-se e diz: "Macaco!"
Este fim-de-semana, durante uma viagem de carro começa a colocar o dedo no nariz e eu digo-lhe: "Beatriz, isso não se faz, é feio!"
E ela responde: "Macaco"
Conclusão:
Para não falar do que não interessa...saliento que já aprendeu a dizer macaco...que deixou de ser caco...

A coisa mais interessante destas eleições em dose dupla...

foram os Gatos fedorento...
Foram...e são...já que ao contrário do que eu pensava o programa ainda não acabou.
Ninguém escapa ao seu olhar indiscreto e minuncioso.
Sem dúvida, o melhor formato que eles já alguma vez tiveram!
Que venham mais eleições para os gatos continuarem...ou quem sabe até vão manter o formato sem eleições?
Era sucesso garantido...toda a gente quer ser entrevistado por eles...ah, excepto o presidente, é claro...

sexta-feira, outubro 09, 2009

sexta-feira, outubro 02, 2009

Muitos parabéns...

atrasados no mundo virtual, mas dados pessoalmente, ontem, no dia de anos, ao primo MIGUEL...!
E assim chegaste ao teu 1º aniversário...
Que contes muitos....com a tua futura madrinha seeeeempre por perto!

Finalmente...

conseguimos que ela vá para a cama de livre e espontânea vontade...
E adormeça rápida e serenamente...
Eu pergunto: Beatriz, vamos para a cama?
E ela começa por responder que não.
Mas depois eu pergunto, queres ir para a caminha e a mamã conta uma história?
E ela responde logo: "Qué!"
É claro que a cama em causa é a dos papás, já que em relação à dela, ela tem uma fobia qualquer de adormecer nela...
Levo o leite que ela bebe deitadinha, lavo-lhe os dentes depois de muito insistir, mas sem conseguir grandes escovagens, e depois vem a altura da história, que ela já pede, com grande ansiedade.
Eu pergunto: "Que história queres ouvir?"
E ela responde: "O mau...!"
E eu pergunto: Que história do mau? A dos 3 porquinhos ou a do capuchinho vermelho?
Ela opta por uma delas, mas eu acabo quase sempre por contar as duas...
Pergunto se ela me quer dar a mão, ela diz que sim, e às vezes adormece ainda com a mão dada.
Lindo, lindo, é eu estar deitada com ela no escuro a contar a história...às vezes de olhos fechados e já com uma grande soneira em cima, e de repente dizer uma palavra que não tem nada a ver com a história...
O que vale é que ela nem dá conta do lapso...
E por vezes acontece como ontem...que adormece mãe e filha...
A mãe só acordou quando o pai se deitou, voltando a adormecer de seguida, e a filha teve a benece de ficar a dormir na nossa cama...
De manhã perguntei ao A. porque não a levou para a cama dela e ele respondeu: "Ela estava a dormir tão bem...mas porquê, dormiste mal?"
Eu respondi que não....coração mole é o que é!
Houve uma fase que a tentava adormecer na nossa cama, mas ela fazia tudo menos adormecer...
Sentava-se, levantava-se, falava....e nisto passava 1/2 hora, 1ª hora e nada...era desesperante...e se a colocava na cama dela, levantava-se, chamava por nós, chorava...
Mas agora acalmou...e adora adormecer com as histórias do MAU...!

quinta-feira, outubro 01, 2009

Ela já conta...

até 10...!
Há uns tempos atrás começava a contar no 4:
Cato, quito...
Depois passou a contar:
um, dos, cato, quito...
Agora já conta:
Um, dos, trés, quato, cinco, seis, sete oto, nove, dés...e depois recomeça a partir do quato, cinco...

terça-feira, setembro 29, 2009

5 anos depois...

do dia em que disse o sim, vesti véu e grinalda, zanguei-me com o padre estagiário, tirei fotografias até dizer chega, festejei com aqueles que amo, dancei, e abracei para sempre aquele que escolhi para estar ao meu lado nos bons e nos maus momentos!
25 de Setembro...
Para comemorar ofereci ao A. uma estadia num hotel em Cascais onde já ansiavamos pernoitar há algum tempo...
Fomos a 25 e regressamos a 27.
Pensámos em tirarmos o dia 25, mas não foi possível, optámos por tirar a tarde, eu consegui e ele não....e acabámos por chegar ao destino pelas 9 da noite!
Devo dizer que adorei, mas soube a pouco...
Descansámos um pouco, saboreámos as vistas, passeamos a pé e de bicicleta, comemos bem, passámos no casino (para pena minha não fomos ver os homens nus a cantar...), tivemos saudades da pançudita e no domingo saimos de lá às 11h30 directamente para a sala de voto da escola da nossa localidade para exercer o nosso dever cívico ...
Mais fins-de-semana como este, por favor...
(tirando a parte do dever cívico....é mais um e chega por agora....)

Da mudança de casa...

não está nada fácil...
Quando nos propomos ver o que há de oferta, voltamos completamente desmoralizados....foi o que aconteceu no domingo...
Como é que é possível pedir o que se pede por casas que não valem NADA...
Só conta mesmo a localização, e mesmo assim...
É frustrante e desmoralizante...
E também é desmoralizante, principalmente para o A., continuar a morar onde estamos.
Hoje demorou 2 horas a chegar ao escritório!
Está bem que pelo meio fez uma paragem para deixar a pançudita, mas 2 horas?!?!
Saiu de casa às 8h30 e chegou ao escritório às 10h30.
Para mim, ao fim do dia também é complicado quando a vou buscar...não chego a casa antes das 8h (mínimo), 9h,9h30...
Mas nem tudo é mau.
A partir de 1 de Agosto vou passar a ter uma ajuda preciosa em casa!
Vou ter alguém que me vai ajudar todos os dias da parte da tarde com as tarefas domésticas...
Assim, deixo de ter ajuda apenas uma vez por semana, o que era manifestamente pouco para uma casa como a minha e com a roupa que tenho para lavar e passar.
Não vou chegar tão stressada a casa, por ter tudo para fazer e arrumar, e acima de tudo vou ter mais tempo para a minha princesinha!

segunda-feira, setembro 21, 2009

Mas os avós também não escapam...

que é como quem diz:
A Bia também confunde os avós com outras pessoas que vê na rua...
Durante a nossa estada no Algarve viu o avô paterno dentro de água: "Vô Tame", chamou ela...
E também viu o avô materno dentro de um carro...e mais recentemente na TV.
Desta feita, não pelos melhores motivos....durante o telejornal terá dado a notícia de um sr. que terá sequestrado uma rapariga e mantido a mesma no seu quintal durante 18 anos, tendo nascido até duas filhas...
Oh pançudita, podias ter confundido o avô com uma pessoa mais simpática...
Mas enfim, estás desculpada., porque apesar de tudo, todas as personagens tinham algum tipo de parecença física com os avós...

Se é loira e tem franja...

é a vovó Tinaaaaaa........
Segundo a Beatriz, é claro.
Se não vejamos:
Durante as férias no Algarve, ao ver a capa de uma revista com uma foto da Cristina Ferreira com o seu novo penteado de franja, soltou um: "Vovó Tinaaaaaa..."
Fartei-me de rir!
Um dia de manhã voltou a ver a vovó Tina na Tv....a apresentar o programa da manhã ao lado do Manuel Luis Goucha.
Que sorte tem a vovó materna da Bia....não são todas que se podem gabar de aos 60 e picos ser confundidas com uma beldade de trinta e poucos anos...
Entretanto, um dia destes voltou a vê-la na Tv...num dia à noite a entrevistar na RTP o Engº Sócrates...sim, também tinha franja e era loira....a jornalista Judite de Sousa...
Conclusão: É loira e tem franja? É a vovó Tina!

quinta-feira, setembro 10, 2009

Pequenos males...

para grandes remédios...
Como a pançudita é teimosa até dizer chega, por vezes temos de adoptar certas estratégias para conseguir levar a água ao nosso moínho...
Sei que não é a melhor forma de actuar, mas antes assim do que à força...
A nossa maior luta em casa tem sido para que ela coma...hipótese que até à altura em que completou um ano nem se colocava, já que ela era uma verdadaeira enfardadeira...comia tudo o que lhe dávamos!
Penso que o problema foi a transição para os sólidos que não correu muito bem, talvez por ter ocorrido na escola e não em casa, devagarinho...
Houve dias em que ela na escola comeu a sopa ao lanche!
Eu fi-lo uma vez, se tanto...coração mole de mãe....
Noutra fase, acontecia ela comer muito bem na escola e em casa das avós e depois chegava ao fim-de-semana e comia péssimamente...e por vezes ainda acontece.
Na escola, para a incentivar a comer a sopa começaram a colocar bocadinhos de miolo de pão na sopa. Como ela adora pão, resultou.
Em casa, começámos a fazer o mesmo com tosta...e ainda hoje ela pede: "tota na topa".
Penso que na escola ajuda o facto de ter as outras crianças a comer e a autoridade das educadoras...nós, pelos vistos, não conseguimos ter a mesma autoridade!
Em casa, houve um dia que virou o prato da sopa. Ralhei com ela, enchi de novo o prato...voltou a entornar. Voltei a ralhar com ela, uma palmada na mão e dei-lhe eu a sopa.
Numa fase mais recente, começámos a fazer pequenas chantegens:
Queres ir à piscina? Então tens de comer tudo...
Queres ir ter com a vovó? Então tens de comer tudo...
Queres ir ao escorrega? Então tens de comer tudo...
Mas ultimamente já não resultava...ela dizia que não...
A estratégia mais recente passa pela conversa com o Dr.:
Fingimos que estamos a falar com um Dr. (Não a Dra. dela), e começamos a queixar-nos dela, que nao está a comer, etc, etc, rematando com um: "se ela não comer vamos direitinhos aí...está bem Dr, eu depois digo-lhe alguma coisa..."
E ela lá se convence!
E o mesmo se passa com os medicamentos!
Na escola toma muito bem, e depois em casa é uma fita pegada.
Temos recorrido, também, ao método de falar com o Dr. e tem resultado...
E depois no fim batemos palmas e ela fica toda contente.
Parece-me, no entanto que esta fase não tardará a passar...
Nos últimos dias, no entanto, tem comido muito bem...deve estar um santo para cair do altar!

É espantosa...

a evolução dela nas últimas semanas...
E quando digo evolução, digo, evolução na fala e raciocínio:
Ela já repete tudo o que nós dizemos...
Já não consigo, nem vale a pena, apontar todas as novas palavras que ela vai dizendo a cada dia que passa.
Vale a pena, isso sim, apontar aquelas que, com graça, ela diz mal, com as letras trocadas.
Ela já sabe empregar as palavras nas situações adequadas e já faz pequenas frases.
Ex: Começar a comer a sopa e dizer: "Pocaía, eta sopa não"; ou, tirar o babete e dizer: "Oto babete, ete não, ete não".
Quando não sabe uma palavra, por exemplo, um verbo, substitui por "aaaa".
Ex: "A mamã aaaa casa"
Muitas vezes imita as nossas expressões, principalmente aquelas em que ralhamos com ela, e usa-as para ralhar connosco e com os bebés...
Ex: "Mau maía"; "Ai, ai, ai, ai,ai"
Outros Exs:
"Mamã, tira o lápis";
"Papá, a Bia vai, vá";
"Mamã tuia" - mamã ajuda;
"quémi" - creme;
"Mmmmm....tão bom, cato" - queijo;
"Mai cato";
"Papá pó tão" - deitada na nossa cama a mandar o papá ir para o chão...;

Confirma-se...

a unha encravada e a infecção no dedo da pequenita...
Foi vista pelo cirurgião pediatra, muito simpático, por sinal, e assim, com esta segunda opinião, já fico mais descansada.
Continua a tomar o antibiótico, mas deixa de tomar o Brufen, pois acha que não há necessidade de estar a sobrecarregar...ainda bem...quanto menos porcarias tomar melhor!
Parece que a consulta correu bem, e como ela não deve ter saído do colo da avó, nem uma lagrimita deve ter caído...
Quando estava a sair da consulta a avó disse-lhe para agradecer ao Doutor, e ela disse: "Bigada!"
Muito educadinha a minha filha...!

quarta-feira, setembro 09, 2009

09/09/09...

Hoje é daqueles dias que se calhasse a um sábado ou domingo, seria repleto de casamentos de norte a sul do país...
E mesmo assim, deve haver alguns, pelo menos no civil.
Por aqui, um dia normal igual aos outros, excepto pelo facto de o tempo estar meio maluco, com calor, chuva e trovoada e a minha pançudita estar com o outro dedão ao peito, que é como quem diz....deve estar com outra infecção no outro dedão do pé...
Na 2ª feira à tarde depois de constatar que o dedo estava um pouco inchado e vermelho levei-a às urgências. A médica foi da opinião que a unha estárá encravada e a provocar a infecção.
Conclusão, nova prescrição de antibiótico e anti-inflamatório.
Como gato escaldado de água tem medo, e eu já só acredito com uma segunda ou uma terceira opinião, hoje de manhã passei no hospital para ela ser vista pela médica dela.
Ainda a semana passada tínhamos ido à consulta e para azar esta semana ela está de férias...
Mas a viagem não foi em vão...consegui que esta tarde ela seja vista por um cirurgião pediatra.
Coitadinha da minha pançudita...ultimamente só tem maleitas...

segunda-feira, setembro 07, 2009

A festa de 2º Aniversário da pançudita...




correu muito bem!
Foi muito giro reunir a criançada quase toda lá em casa, entre primos e amigos.
Este ano, com eles mais crescidos fui muito mais mexida e engraçada...e desarrumada!
Fartaram-se de brincar...
O mais novo tinha 3 meses...o nosso Gui...mas esse só dormiu e mamou...
E o mais velho tinha 9 anos...o mais recente membro da família, Josh, um amor...
Saldo do dia, além de uma sala de pernas para o ar:
Uma cozinha de brincar, que o A. diz que vai encastrar na casinha dela, mas que eu acho que não cabe lá, por isso terá de ficar no exterior...minha rica sala que já parece um parque infantil...
E ela já sabe quem deu.
Eu pergunto: "Bia, quem deu a cozinha?"
E ela responde: "A Cátia..e o Gui!"
Tachos e panelas para ornamentar a dita cozinha...
Fraldas e um saco cheio de traquitanas para cuidar das bébés dela;
Mais traquitanas de bébé;
Um livro;
Uma malinha da Hello kity, que ela também já sabe quem deu..."a pima ua e a caciolina";
Um roupão muito fashion;
Um triciclo da imaginarium que os pais já tinham oferecido durante a semana;
E felizmente mais nenhuma bebé a acrescer à sua prole...
Ah, e o bolo...como podem comprovar ficou lindo...e bom!

À terceira foi de vez...


e lá conseguimos fazer férias a sul do país...
Estava muuuuuito complicado!
E foi bom, muito bom...
O local eleito desta vez foi Vilamoura (não gostámos de Alvor, nem do local nem do hotel).
Hotel à beira da praia...agora sim, a 5 minutos a pé da praia, ao contrário do outro, que além de mais de 5 minutos, era a descer...e depois a subir...
Desta vez tivemos alguém que nos ajudasse com a nossa bagagem...coisa que eu antigamente não fazia grande questão, mas desta vez com a minha mala e o saco do A., e mais: a mala dela, o saco dos briquedos e afins dela, o saco da praia (com brinquedos dela e toalhas), o saco dos afins...e mais qualquer coisa que agora não me lembro....sim, já faço questão de ter ajuda para levar as malas para o quarto e para trazer na saída...
Desta vez tivemos minibar...
Desta vez não ficámos uma hora à espera de uma sopa e uma sande...
O hotel era óptimo, e a praia, que eu ainda não conhecia...a famosa nikkie beach também era óptima...e devo dizer que se ao início achei um pouco estranho estar na praia com música de discoteca...acho que agora vou é sentir falta do fim de tarde com aquela batida no ouvido...
Ah, e a pançudita não estranhou nada.
A manhã era reservada para dormir (até às 10h, 10h30) e dar uma voltinha pela marina, depois almoço, sesta para ela e descanço para nós e pelas 17hs praia...até às 20h.
À volta, uma paragem na piscina interior do hotel, banhos, jantar e voltinha na marina para desmoer o jantar.
Ahhhhh.....bela vida...
Mas agora, o regresso à realidade!

terça-feira, setembro 01, 2009

DOIS ANOS...

Parabéns Pançudita...!!!
AMAMOS-TE MUITO...!!!
É incontornável salientar a rapidez com que estes dois anos passaram...
É indiscritível a felicidade que sentimos a cada dia que passa, ao vermos o seu crescimento, as suas conquistas...e a sua evolução!
É inevitável a sensação de que ela está a deixar de ser bebé...sendo cada vez mais autónoma e independente dos pais...já só falta largar a fralda...
E agora...vamos sair para comemorar com os avós...num almoço de família...e deixamos a casa atulhada de brinquedos...e bebés...já tem uma grande prole...hoje recebeu mais três...e tem tendência a aumentar...

terça-feira, agosto 25, 2009

Começa cedo, começa...

A caminho da praia o A. pergunta-lhe:
A Bia ainda é bebé?
E ela responde: Não!
E de seguida pergunta:
A Bia já tem namorado?
E ela abana a cabeça como quem diz que sim...

Das palavras...

ela está numa fase que já tenta...e consegue...repetir as nossas palavras e até pequenas frases...mesmo que não seja na perfeição:
Pacanina - a bebé que o avô "Calo" lhe deu hoje: é uma bebé mais pequenina do que as outras que ela tem e que nós dissemos que era uma bebé pequenina;
Deixa o fio...ai,ai,ai,ai, ai - Repetiu esta tarde para a avó Du depois de o A. lhe ter dito isso mesmo (sem o ai,ai,ai, que já foi acrescento dela) quando esta tropeçou e agarrou no fio do computador...;
Ó mãe!; Ó mãaae!; Ó mãe! - Repetiu ela várias vezes depois de ter ouvido o A. chamar a mãe. Deve ter ficado meia baralhada ao ouvir o A. chamar de mãe à mãe e ouvir a avó chamar mãe à bisa...;
Já está;
Mar;
Café;
A bia aaaaa uva! - A bia come uva (quando não sabe dizer qualquer coisa diz aaaaa...)
Olá bebé; olá patina; olá pópó...
Guti - Iogurte (quando ela pediu guti pela primeira vez o A. disse que depois o marido é que lhe oferecia essas prendas caras..."Guci")

Hoje conseguimos a proeza de...

acordar pelas 12hs...os três!
É certo que ela acordou a meio da noite, bebeu leite e entre voltas e reviravoltas já não quis sair da nossa cama...
O A. dormiu na ponta, pontinha, quase a cair da cama, e eu idem do lado oposto da cama (que é bastante mais pequena que a nossa).
O resultado foi um acordar com algumas dores nas costas e pernas (devo ter dormido muito tempo de lado...) e algum peso na cabeça, o que acontece quando se dorme demais...
Mas soube bem...
Resultado: São 2h33 da manhã e estou híper desperta a pôr o blog em dia e o A. desperto está à frente do computador...a pôr o trabalho em dia...

Lindo, lindo...

é irmos no carro e a pançudita virar-se para a avó e dizer...
Vovooó...."puta" (fruta), vóvó...

Dos avós...

ela já reconhece e chama pelos seus nomes...
Vóvó Tina - Vovó Cinda, a avó materna;
Vôvô Cáto ou Calo - ô avô materno;
Vóvó Du - a avó paterna;
Vôvô Tame - o avô paterno;
Bita - Bisa, a bisavó paterna.

Cortou-me o coração...

ouvi-la dizer: "Acabou! Acabou!", quando nos despedíamos do hotel...
E ainda agora me emociono a relembrar...

De regresso a casa...

e novamente de partida...é como nós estamos...
E sinceramente, espero que desta vez corra tudo bem!
Era suposto termos passado 7 dias numa praia a sul do país...
Mas na realidade passámos 1 dia e meio na praia, 2 dias no quarto de hotel e regressámos a casa antes do tempo...
Ora, chegámos ao Algarve há 8 dias atrás e ainda gozámos a tarde de praia.
Na 3ª feira gozámos o dia de praia, sendo que no final da noite a pançudita ficou com febre...38º.
Não demos demasiada importância, e como levávamos benuron, demos-lhe um.
Na madrugada de 4ª feira demos outro, e de manhã ela estava como nova.
A seguir ao almoço começou, novamente a ficar com febre...novo benuron.
Como passadas algumas horas a febre ainda não tinha baixado, decidimos ir ao hospital...
Após observação o médico de serviço nas urgências foi da opinião que se tratava, apenas, de uma reacção à praia, ao sol, que estaria no seu pico e que passaria em cerca de 3 dias.
Sendo assim, continuar a dar benuron e nada de praia, nada de sol...
Nessa altura pensámos....que se lixe...ficamos por aqui os 3 dias e ainda aproveitamos os restantes dias de praia.
Pois bem, na 5ª feira demos novo benuron pelas 16hs e até às 20h a febre não só não tinha baixado dos 38º como tinha subido até aos 39,5º.
Por esta altura estávamos meio baralhados...a pensar em ir novamente ao hospital, mas a precisar de uma opinião profissional.
Tentámos um médico amigo, nada, tentámos a linha 24 e ficámos à espera, à espera, à espera, até que finalmente conseguimos falar com um primo que é enfermeiro, e após relatar o sucedido ele aconselhou-nos a ir ao hospital para despistar outro eventual problema como uma otite, ou infecção urinária.
Assim foi...nova visita ao hospital.
Lá lhe conseguiram travar a febre.
E não era otite, não era infecção urinária (o que nós penámos até conseguir uma piquena amostra de urina da princesa...) e não era nada de garganta nem pulmunar...
Desta vez, a médica disse para dar benuron, mesmo que ela não tivesse febre e dar brufen em sos e um outro produto para hidratar.
Sinceramente, achámos aquilo muito estranho e por aquela altura já tínhamos decidido voltar para casa e ir à CUF.
Como às 3 da manhã as forças para viajar já eram nulas, decidimos ir de manhã...acordámos pelas 7h, arrumámos a tralha e saímos pelas 8h30.
Ao final da manhã chegamos a Lisboa, e por pouco não apanhamos a pediatra dela. Foi, no entanto, vista por outra pediatra que foi da opinião que se tratava de uma virose que tem aparecido ultimamente. Verdicto: ficar mais resguardada porque é contagioso para as outras crianças e quando não tiver febre já pode ir à praia. Benuron só se tiver febre. Com esta última opinião ficámos mais descansados.
Decidimos rumar não a casa, mas à casa de praia do costume, nos arredores de Lisboa, onde estavam os avós paternos.

7 dias depois do último dia de trabalho e estávamos mais cansados do que nessa altura...
Na 6ª e sábado já não teve febre, e no final do dia fomos uma horinha à praia. Tirando o vento e a água gelada, tudo correu bem.
Hoje regressámos a casa...já com algum sono em dia...e preparamo-nos para regressar amanhã ao sul do país, desta feita para outra praia...com a certeza que desta vez tudo correrá pelo melhor e a pançudita (e os papás...) gozarão de uns merecidos dias de praia...
Wish us luck...